Benefícios do açafrão

acafrao-da-terra-1

Você costuma consumir açafrão? Não? Então, é melhor já colocar na listinha do supermercado, pois esse tempero tem inúmeros benefícios e hoje vou postar alguns deles:

  1. Ajuda a emagrecer: “A perda de peso está entre os principais benefícios do açafrão, uma vez que possui habilidade de aumentar a serotonina no cérebro, hormônio que tem influência direta em nosso apetite. Uma descoberta mostrou que ao ingerir o açafrão, as pessoas sentiam menos fome. A própria influência do extrato em problemas emocionais tem seu reflexo no maior bem estar, o que consequentemente alivia a vontade de comer, que geralmente está ligada a algum descontrole emocional.”
  2. Antioxidante: “Os danos oxidativos estão associados ao envelhecimento e a várias doenças. Envolvem radicais livres, moléculas altamente reativas com elétrons desemparelhados. Os antioxidantes do açafrão protegem o organismo dos radicais livres e seus danos, neutralizando-os graças à sua estrutura química, e ainda estimula os mecanismos antioxidantes do próprio organismo.”
  3. Par a pele: “As propriedades do açafrão antibacterianas podem ser muito benéficas à pele. O extrato é capaz de reduzir a acne, sendo aplicado diretamente sobre a área afetada. Ele age ainda como um esfoliante natural e pode ajudar na remoção de células mortas. Além disso, ao ser aplicado junto com o leite, pode clarear a pele ou remover pigmentos.”
    Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/10-beneficios-do-acafrao-para-que-serve-e-propriedades/#L5KT9cyETrGCUEJr.99

 

Na Medicina Chinesa o uso do açafrão é milenar. É da sabedoria ancestral dos chineses que o açafrão protege a saúde. As clinicas de medicina chinesa indicam há séculos o uso do açafrão como anti-inflamatório e antioxidante. Atualmente, dizem, ”sabe-se que inflamações ligeiras, mas crônicas são responsáveis por muitas doenças ocidentais, incluindo doenças do coração, cancro, síndrome metabólico, Alzheimer e outras.  O açafrão consegue inibir algumas das moléculas e enzimas que se sabe serem responsáveis por inflamações crônicas”. Segundo orientações da medicina chinesa a curcumina extraída do açafrão ou cúrcuma é um poderoso remédio para os que sofrem de artrite. E mais:  “A curcumina, presente no açafrão, reverte muitos dos passos do processo patológico das doenças do coração, nomeadamente na melhoria do funcionamento do endotélio, revestimento dos vasos sanguíneos”.

Fonte: http://www.dra-andrealvarenga.com.br/misterios-do-acafrao-2/

Gente, vale a pena pesquisar mais sobre o assunto! E converse com o seu nutricionista para saber quanto e como adicionar esse ingrediente na sua dieta! 😉

  Amou?
Continuar lendo...

Barriga tanquinho: regra 80/20 é o segredo para conquistar e manter o abdômen definido

barriga-super-sarada

Bom dia, pessoal! Começando mais uma semana com foco total! Recebi por email essa matéria e achei ótima para compartilhar com vocês, pois mesmo que a gente já saiba de muita coisa sobre dieta e exercícios, sempre tem algo novo, ou que precisamos relembrar ou entender porque não estamos alcançando nosso objetivo!

Apostar num cardápio estratégico é tão importante quanto se dedicar aos treinos

Quando você pensa em boa forma, qual imagem vem a sua mente? Certamente uma barriga sarada, livre dos temidos pneuzinhos, certo? O abdômen é, sem dúvidas, uma unanimidade quando falamos de estética. Essa associação é totalmente compreensível: para muitas pessoas, é muito mais fácil escolher uma roupa e ficar satisfeito com a aparência quando essa região do corpo está “sequinha”. E o espelho não é a única justificativa para cuidar da silhueta: é cada vez mais evidente a relação entre a circunferência abdominal e o surgimento de doenças crônicas, inclusive cardiovasculares. Porém, mesmo com as inúmeras dietas e treinos voltados para essa região, muitas pessoas ainda tem dificuldade em acabar com a incômoda gordura localizada. Algumas acreditam, inclusive, que os famosos “gominhos” só estão ao alcance de atletas ou pessoas extremamente regradas. Contudo, alguns truques simples podem ajudar a conquistar e, principalmente, manter o abdômen dos seus sonhos. E o melhor: sem radicalismos.

Por que é tão difícil?

Não é mera impressão: mesmo para os adeptos da malhação, reduzir as medidas da cintura é de fato uma tarefa mais árdua. Isso porque as gordurinhas da barriga, principais vilãs da hipertrofia do abdômen, possuem maior resistência à quebra. Na maioria das pessoas, essa região concentra um número elevado de receptores hormonais Alfa2 adrenérgicos, que impedem o uso da gordura estocada como fonte de energia. É justamente por isso que é muito mais difícil alcançar a definição muscular na barriga do que os braços ou as pernas, por exemplo. Contudo, existem estratégicas além dos treinos que podem ajudar o corpo a mobilizar essa gordura e permitir que os resultados apareçam com mais facilidade.

Oitenta por cento

De acordo com o especialista em nutrição esportiva William Ribeiro, até oitenta por cento dos resultados proveem da alimentação e é justamente por isso que a dieta deve ser o foco de quem deseja conquistar um abdômen mais enxuto “Nesse momento não se trata somente das restrições, mas principalmente das escolhas certas. Alguns nutrientes em especial podem auxiliar a turbinar o metabolismo, fazendo com o que corpo entenda que ele não precisa “estocar” tanta gordura e passe a utilizá-la, beneficiando a lipólise. Além disso, é importante investir nos alimentos que vão ajudar na reconstrução dos tecidos, aumentando o nível de massa magra e culminando na desejada hipertrofia”.

Primeiro passo: exterminar a gordura

Para que a circunferência abdominal diminua e os músculos apareçam, é preciso reduzir ao máximo o percentual de gordura subcutânea. E como o organismo não queima gordura somente de um local, é preciso realizar atividades combinadas, tanto aeróbicas quanto musculares, capazes de mobilizar os estoques energéticos até chegar ao ponto desejado: o fim dos incômodos pneuzinhos.

Nesse momento, tão importante quanto reduzir a quantidade de calorias ingeridas, é apostar nos alimentos certos, para garantir maior rendimento nos treinos e, consequentemente, um bom resultado no espelho: “É extremamente importante trocar os carboidratos simples por escolhas mais qualificadas. Também conhecidos como refinados, esses alimentos elevam significativamente a glicemia, propiciando picos de insulina que, sabidamente, levam ao acúmulo de gorduras. O ideal é substituí-los por carboidratos complexos, ou seja, integrais. Por serem de baixo índice glicêmico, esses alimentos garantem energia prolongada, sem causar os picos de insulina. Portanto, é recomendado deixar de lado farináceos, massas brancas e doces e investir nas frutas, legumes, vegetais (principalmente os folhosos) e cereais integrais”. – explica o profissional da Nature Center.

Além disso, existem alguns alimentos funcionais que podem ser inseridos estrategicamente na dieta, dando uma forcinha no emagrecimento. A cafeína, presente não só no café, mas também no chá verde, é capaz de aumentar a produção de catecolaminas, substâncias que se unem às células de gordura, permitindo sua utilização como fonte de energia.  E tem mais: ambas as bebidas possuem efeito termogênico, capaz de acelerar o metabolismo, propiciando um gasto calórico maior do que o habitual.

Proteínas & massa magra

Conquistar os famosos “gominhos” depende sim de muito treino, mas se o corpo não tiver nutrientes para reconstruir os tecidos, não adianta se acabar nos abdominais. Quando o músculo é exposto ao esforço, suas fibras são destruídas para, durante o descanso, serem recompostas, aumentando de tamanho: o chamado ganho de massa magra. Durante essa regeneração, os tecidos precisam de alguns substratos em especial: os aminoácidos, presentes nos alimentos ricos em proteínas. “Por isso, fontes variadas desse nutriente devem fazer parte de todas as refeições do dia. É recomendado dar preferência às de alto valor biológico (carnes, aves, peixes, ovos, leite e derivados), pois estes alimentos possuem todos os aminoácidos essenciais para a reconstrução dos tecidos.”

Quando existem restrições e não é possível consumir a quantidade ideal desses alimentos, é possível recorrer a alternativas “Hortaliças e vegetais verde-escuros como o espinafre, a couve, o brócolis podem ajudar a complementar a oferta de proteínas. Contudo, é importante salientar que esses alimentos são de baixo valor biológico, não possuem todos os aminoácidos que o corpo precisa. Portanto é preciso combiná-los numa mesma refeição para que o aminoácido que falta em um, seja suprido pelo outro. Além disso, a suplementação de proteínas também é uma opção, inclusive para vegetarianos, pois já existem fórmulas puramente vegetais, extraídas de legumes como a ervilha e a batata. Dessa forma, evita-se uma deficiência proteica, capaz de comprometer todo projeto de definição muscular”.

Vilões e mocinhos

Outro ponto extremamente importante é saber quais alimentos sabotam e quais ajudam a melhorar o aspecto da barriga. De acordo com Ribeiro, no topo da lista de vilões estão os açúcares, farináceos e alimentos altamente processados “Não só por propiciarem o acúmulo de gordura abdominal, mas também por aumentarem a inflamação do tecido adiposo. O sódio, por exemplo, está presente em quase todos os alimentos industrializados e é capaz de aumentar a retenção líquida, levando ao inchaço abdominal”. Algumas bebidas também ganham destaque negativo “Refrigerantes, álcool e, até mesmo, bebidas lácteas. Além da questão calórica, esses elementos podem causar desconfortos estomacais, distensão abdominal e até mesmo gases, especialmente se (no caso do leite) houver alguma intolerância”.

Por outro lado, existem alimentos que ajudam a secar a região, fazendo que os resultados da academia sejam mais notáveis: “É fundamental combinar uma boa ingestão de fibras com uma hidratação adequada. Ambos os elementos garantem que a digestão flua bem e que o intestino trabalhe num ritmo normal, dessa forma, evita-se a temida barriga inchada. Essas medidas também ajudam na eliminação dos excessos do organismo, inclusive no que diz respeito ao metabolismo das gorduras. Por isso é importante consumir cereais, grãos, frutas, legumes e vegetais na forma mais integral possível, pois é nas folhas, talos e cascas que se encontram as fibras. Além, é claro, de beber muita água e apostar nos chás termogênicos para turbinar o metabolismo”.

Fechando a conta: malhe!

É claro que os exercícios não podem ficar de lado. É até possível conseguir uma barriga lisinha somente com a dieta, porém, quem deseja obter um abdômen trincado deve investir no fortalecimento da musculatura. Nesse momento, não existem apenas os abdominais: apesar de serem extremamente importantes para trabalhar os músculos do abdômen, existem outros exercícios que podem ajudar a definir a barriga: prancha, elevação de quadril, levantamento de pesos laterais e, até mesmo, agachamentos são exemplos de outras atividades que ajudam a fortalecer a região.

Outros fatores também podem influenciar na velocidade dos resultados e devem ser considerados individualmente: o repouso pós-treino, genética e, até mesmo desequilíbrio hormonal estão intimamente ligados à definição muscular. Contudo, concentrando boa parte dos esforços na qualidade da alimentação e se dedicando regularmente aos treinos, é perfeitamente possível conquistar o abdômen chapado. Obviamente, tanto na dieta, quanto na hora de malhar é fundamental contar sempre com a supervisão de um profissional habilitado.

Assessoria de Imprensa

Rebeca Oliveira / Redação

Agência Carti

(11)2389-0114

assessoria@carti.com.br

www.carti.com.br

  Amou?
Continuar lendo...

Dica de app – Dietbox

IMG_2453

Oiii, gente! Hoje temos uma dica de aplicativo aqui no BF. O Dietbox! Esse app é ótimo para nutricionistas e seus pacientes. Nele, o nutricionista cadastra os pacientes e aí eles irão receber a dieta, receitas, informações, etc. Inclusive, tem o lembrete dos horários das refeições. Muito TOP, né???

IMG_2453

Plano alimentar

IMG_2454

Receitas

IMG_2455

Várias infos

IMG_2456

Lembrete de horários

IMG_2457

Muito legal, né? Se a sua nutri ainda não tem, peça para ela fazer e te cadastrar. Uma mão na roda pra vc e pra ela!!! rs

  Amou?
Continuar lendo...

Flávia em forma (o processo) – Por Chicão Vasconcelos

IMG_6161

Olá, pessoal!

Dando continuidade a nossa conversa, hoje vou explicar para vocês o passo a passo desse meu maravilhoso trabalho com Flávia. Só relembrando, na matéria anterior, falei sobre a conscientização e o processo adaptativo para o que viria pela frente. Dividimos em etapas com diferentes metas.

A primeira era fazê-la perder gordura corporal, e esta, não era fácil, pois uma pessoa vista como “magra” aos olhos do público, iria se tornar ainda mais magra. Escolhemos trabalhar o treinamento fixando o método de circuito, pois ficaria mais dinâmico tendo em vista que ela não gostava de musculação.

IMG_6156

Daí com o passar dos treinos (sempre mais metabólicos e algumas vezes lúdicos) ela criaria gosto ou o hábito, o que, era para mim, é ainda mais importante. Como tínhamos muita lenha para queimar, no sentido de energia, apostei nas aulas coletivas, então, ela tinha treinos rápidos e intensos comigo, que levavam cerca de meia hora por dia e sempre escolhíamos uma aula coletiva, normalmente era bike in door, para termos um maior gasto energético. Tudo alinhado com a dieta da nossa nutri escolhida e super competente, que foi peça fundamental em todo o processo.

IMG_6157

Gostaria de ressaltar que: o personal trainer trabalha sempre aliado a um nutricionista, sem essa equipe os resultados nunca serão tão sólidos. Conseguimos dessa forma uma queda espantosa no percentual de gordura sem quase perder nada de massa magra, isso já nos trouxe um novo corpo se formando, o que foi combustível para irmos além.

IMG_6159

No segundo momento, já com Flávia bem mais seca, mas ainda com alguma gordura localiza principalmente nas coxas, decidimos que o trabalho de hipertrofia, aliado a mudança da alimentação nos traria naquele momento a evolução que precisávamos. Sabíamos que a perda de gordura agora seria bem mais sutil, então, a estratégia agora era: ganhar massa magra, com treinos mais tensionais, diminuindo assim drasticamente as aulas coletivas, e dando uma alimentação mesmo que ainda Low Carb, bem mais proteica.

IMG_6160

Dividimos seu treinamento em partes: um dia para membros superiores e um dia para membros inferiores, já trabalhando com sobrecarga e quase sem aerobiose. Deixando bem claro que nada disso seria possível sem a dedicação 100% da Flávia. Realmente uma aluna que me surpreendeu pela sua força de vontade e tamanha disciplina. Costumo dizer: quem consegue trabalhar comigo neste nível e chegar ao ápice de sua forma física, consegue fazer qualquer outra coisa na vida.

IMG_6161

Bem amigos, agradeço por mais essa oportunidade, espero que estejam gostando e fiquem ligados que na sequência falarei sobre a terceira e mais complicada fase desse trabalho, assim como também sobre a suplementação que foi usada do inicio até hoje com a Flávia Pipolo.

Beijo no coração. Chicão

6 Amaram
Continuar lendo...

Flávia em forma (como melhorar o físico e a mente) por Chicão Vasconcelos.

IMG_5473

Olá, pessoal! Aqui é Chicão, novo colunista do BF!

Hoje falarei um pouco sobre meu trabalho com a Flávia Pipolo. Em primeiro lugar, e tenho esse como ponto mais importante, é ter metas bem definidas e trabalhar a conscientização do indivíduo. O seu cliente, paciente ou aluno tem que ver a hora do seu treinamento, assim como de suas refeições, como parte do seu trabalho, e da sua rotina.

IMG_5475

Não pode ir treinar quando der ou, muito menos, se alimentar só quando tiver um tempinho. Uma técnica que uso e que vale como regra em todos os meus trabalhos é a seguinte: sua alimentação se molda ao seu treino e intensidade de esforço no período , enquanto seu treino se molda as suas obrigações diárias, e seus compromissos profissionais. Nunca diferente disso.

IMG_5476

Na primeira reunião já analisei forma de pensar e estrutura física da Flávia, vi que o conceito de alimentação saudável e exercícios estavam equivocados. Sobre a estrutura corporal, percebi de imediato que conceito de ser magra também estava errado. Ser magra, não significa necessariamente, ser fina, ou somente pesar pouco, até por que o que importa de verdade é sua composição corporal, e não seu peso.

IMG_5477

As primeiras semanas foram de adaptação entre o meu estilo de trabalho e o que ela estava acostumada, uma adaptação física e neural, digo isso por que existe a adaptação ao horário de treino, ao novo professor, assim como aos estímulos impostos, além da empatia entre os dois e do conhecimento do ritmo circadiano do aluno, ou relógio biológico do indivíduo.

IMG_5474

Em outra matéria posso me aprofundar mais nesse assunto. A Flávia me surpreendeu, em menos de 3 meses mudamos totalmente sua composição corporal e sua mentalidade sobre treino e dieta, ainda lutamos contra o quesito descanso rsrsrs…mas melhorou bastante. Estipulamos as metas e passamos por duas fases com sucesso, agora entramos em um terceiro desafio e bem mais complicado. Nas matérias seguintes vou descrever como trabalhamos na fase 1. Fiquem espertos e acompanhem por aqui o passo a passo dessa maravilhosa transformação.

IMG_5478

Beijo no coração de todos.

Chicão

1 Amou
Continuar lendo...