Onde compro os produtos da minha dieta

IMG_7594

Bom dia, people! Vocês viram que sempre ando com a bolsa recheada de comidinhas e suplementos da minha dieta. Hoje a dica é onde você pode encontrar essas coisas e onde costumo fazer as minhas feirinhas! rs

  1. Planet Nutrition: é uma loja especializada em suplementos alimentares. Fica dentro da academia Pulse e vocês já me viram postando várias vezes meu pré e pós treino lá. Além dos suplementos, claro.

IMG_7596

Onde: Rua Aloísio Bezerra, 116, Lagoa Nova. Fone: (84) 99938-0779

2. Empório Papa Capim: eu pirei quando fui lá. Tem de tudo para uma alimentação saudável!

IMG_7595

Onde: Av Prudente de Morais, 6332, Candelária. Contato: 2020-5515

3. Mundo Verde Natal: outro lugar onde você encontra de tudo!! Inclusive está com essa super novidade da bolsa Keep Pack Brasil e o mini galão de 1,9 litros. Ameiii, né?

IMG_7594

Onde: Midway Mall, Shopping Cidade Jardim, Av Afonso Pena, Partage Norte Shopping. Contato: 3646-3323

Beijos!

  Amou?
Continuar lendo...

Flávia em forma (o processo) – Por Chicão Vasconcelos

IMG_6161

Olá, pessoal!

Dando continuidade a nossa conversa, hoje vou explicar para vocês o passo a passo desse meu maravilhoso trabalho com Flávia. Só relembrando, na matéria anterior, falei sobre a conscientização e o processo adaptativo para o que viria pela frente. Dividimos em etapas com diferentes metas.

A primeira era fazê-la perder gordura corporal, e esta, não era fácil, pois uma pessoa vista como “magra” aos olhos do público, iria se tornar ainda mais magra. Escolhemos trabalhar o treinamento fixando o método de circuito, pois ficaria mais dinâmico tendo em vista que ela não gostava de musculação.

IMG_6156

Daí com o passar dos treinos (sempre mais metabólicos e algumas vezes lúdicos) ela criaria gosto ou o hábito, o que, era para mim, é ainda mais importante. Como tínhamos muita lenha para queimar, no sentido de energia, apostei nas aulas coletivas, então, ela tinha treinos rápidos e intensos comigo, que levavam cerca de meia hora por dia e sempre escolhíamos uma aula coletiva, normalmente era bike in door, para termos um maior gasto energético. Tudo alinhado com a dieta da nossa nutri escolhida e super competente, que foi peça fundamental em todo o processo.

IMG_6157

Gostaria de ressaltar que: o personal trainer trabalha sempre aliado a um nutricionista, sem essa equipe os resultados nunca serão tão sólidos. Conseguimos dessa forma uma queda espantosa no percentual de gordura sem quase perder nada de massa magra, isso já nos trouxe um novo corpo se formando, o que foi combustível para irmos além.

IMG_6159

No segundo momento, já com Flávia bem mais seca, mas ainda com alguma gordura localiza principalmente nas coxas, decidimos que o trabalho de hipertrofia, aliado a mudança da alimentação nos traria naquele momento a evolução que precisávamos. Sabíamos que a perda de gordura agora seria bem mais sutil, então, a estratégia agora era: ganhar massa magra, com treinos mais tensionais, diminuindo assim drasticamente as aulas coletivas, e dando uma alimentação mesmo que ainda Low Carb, bem mais proteica.

IMG_6160

Dividimos seu treinamento em partes: um dia para membros superiores e um dia para membros inferiores, já trabalhando com sobrecarga e quase sem aerobiose. Deixando bem claro que nada disso seria possível sem a dedicação 100% da Flávia. Realmente uma aluna que me surpreendeu pela sua força de vontade e tamanha disciplina. Costumo dizer: quem consegue trabalhar comigo neste nível e chegar ao ápice de sua forma física, consegue fazer qualquer outra coisa na vida.

IMG_6161

Bem amigos, agradeço por mais essa oportunidade, espero que estejam gostando e fiquem ligados que na sequência falarei sobre a terceira e mais complicada fase desse trabalho, assim como também sobre a suplementação que foi usada do inicio até hoje com a Flávia Pipolo.

Beijo no coração. Chicão

6 Amaram
Continuar lendo...

Nova coluna no BF: estética e bem estar por Luana Santiago!

Conheça-a-Gluteoplastia-Cirurgia-Plástica-no-Bumbum

Oi, gente! Que alegria poder conversar mais com vocês por aqui! Ainda mais sobre uma área que é, para mim, uma grande paixão e tenho certeza que é para vocês também.

Quem não ama um tratamento estético? Drenagens, peelings, beleza, relax, hum… só de pensar já dá vontade de correr para a clínica, hein?! Eu sei! Também sou assim, amo, faço tudo, testo tudo e, como não poderia deixar de ser, escolhi o universo da beleza e bem estar como profissão por pura vocação.

Muito prazer, sou Luana Santiago, fisioterapeuta, esteticista, terapeuta integral (Reiki, Acupuntura, AAQ, Magnified Healing…) e atuo na área de Estética & SPA há mais de 10 anos.  Isso mesmo, comecei criança kkkk. Acompanhei e vivi diversas fases da estética até a atual que, particularmente, considero o auge e assim ficará por bastante tempo porque os tratamentos estão cada vez melhores, mais eficazes, rápidos, precisos e, como sempre digo lá no meu IG, emocionantes! Para o alto e avante!

Hoje presto consultorias, compartilhando conhecimentos, resultados, histórias, vivências, ensinando e aprendendo sempre , mas também atendo em consultório, menos do que eu gostaria, mas ainda consigo e olha o que eu apronto por lá:

GXHQ7640

Lindo? Eu que fiz! Kkkk   Ah eu sou encantada mesmo, viu?! Pura emoção!

Isso mesmo, estrias! O bicho de sete cabeças começa a ser domado pela Nova Era da Estética e seus recursos moderníssimos. Eu sei, é difícil acreditar, parece photoshop, mas eu juro que não é, nem é magia como já comentaram lá no Instagram kkkk. É tecnologia associada a todos esses anos de muito estudo teórico e prático e muitos testes para enfrentar uma crença tão enraizada como a que “estrias não tem cura”. Realmente, em muitos casos já passamos dos 80% de melhora no aspecto, mas ainda não posso dizer neste momento que conseguimos a cura. Os resultados mostram que estamos no caminho certo e, como diz minha mãe, está mais perto do que longe. Eu volto com mais informações num próximo momento.

Então, por hoje é isso, fica meu agradecimento pelo convite para estar aqui, em mais um ambiente de interação e estendo o convite a vocês para compartilharmos as novidades, dicas e tudo que há de melhor no universo Estética & SPA. Fiquem à vontade para sugerir temas, coloquem suas dúvidas e vamos conversando.

Beijos, Luana

1 Amou

Continuar lendo...

Barriga Negativa – tudo que você precisa saber

Barriga-negativa-dieta

Oiiii, people!!! Tudo bem com vocês?

Bom, acho que todo mundo já está careca de saber que para conquistar um corpo legal, mas, principalmente, ter saúde, é comer bem e se exercitar. Como informação nunca é demais, recebi esse texto da Agência Carti e achei muito bom para compartilhar com vocês. A fonte é a Nature Center.

alimentacao-saudavel

Barriga Negativa: dieta adequada é essencial para combater o acúmulo de gordura abdominal
Evitar os vilões que causam a temida barriguinha, apostar nos alimentos funcionais e fugir do sedentarismo são medidas essenciais para a boa forma e a saúde

Quando se trata de mudar algo no corpo é quase unanimidade: ter o abdômen definido ou uma barriga lisinha é um dos maiores desejos de boa parte da população. Exibir uma bela silhueta e eliminar a temida gordura localizada é um anseio cada vez mais presente, especialmente entre as brasileiras. Não é à toa que a lipoaspiração e a plástica no abdômen lideram a lista de cirurgias plásticas mais realizadas no país. O mais contraditório é que se por um lado a preocupação com a boa forma é crescente, por outro 52,5% dos brasileiros estão acima do peso de acordo com dados do Ministério da Saúde. Essa preocupação vai muito além da estética: o acúmulo de gordura nessa região do corpo é também um fator de risco para o surgimento de diversas doenças. Normalmente fruto da má alimentação e sedentarismo, mudar hábitos, reduzi-la e combate-la é extremamente benéfico não somente à boa forma, mas principalmente à saúde.

Questão de saúde

O corpo humano possui dois tipos de gordura abdominal: a visceral e a subcutânea. Ambas são significativamente nocivas à saúde, porém, o primeiro tipo é o mais preocupante. Apesar de desempenhar uma função protetora aos órgãos, quando o nível do tecido adiposo visceral está acima do normal, o risco do desenvolvimento de doenças aumenta consideravelmente: hipertensão, aumento de triglicerídeos e colesterol, resistência à insulina e alterações metabólicas como a diabetes estão relacionadas ao excesso desse tecido. Além disso, aumenta-se o risco doenças cardiovasculares. Já a gordura subcutânea, embora menos nociva, também tem seus efeitos adversos: localizada abaixo da pele, é mais visível e mais difícil de ser eliminada. Facilmente palpável, é responsável pela celulite e pelos temidos “pneuzinhos”.

Como identificar

A gordura visceral, embora também presente em mulheres, é mais comuns em homens. Responsável pelo aspecto “barriga de cerveja”, caracteriza um abdômen distendido e rígido, mesmo em indivíduos que não costumam beber. Pessoas com maior acúmulo desse tipo de gordura possuem a silhueta no formato de maçã, com maior concentração de tecido em volta do abdômen. Já a gordura subcutânea possui aparência flácida e mais aparente. Por uma questão hormonal, acomete mais as mulheres, se concentrando em regiões como culote, coxas, pernas e quadril. Neste caso, as células adiposas se multiplicam com mais facilidade e deixam a silhueta com aspecto de pera.

Distinguir a proporção de ambas requer exames laboratoriais, porém, de acordo com a nutricionista Sinara Menezes da Nature Center, uma medida simples pode ajudar a identificar quando este acúmulo representa um risco à saúde: “Com uma fita métrica, pode-se medir a circunferência da cintura na região próxima ao umbigo. Se essa medida ultrapassar 102cm para homens e 88cm para mulheres é hora de ligar o sinal de alerta para o sobrepeso.”

Reflexo dos hábitos alimentares

Em ambos os casos, o excesso de gordura na região abdominal é proveniente, sobretudo, de maus hábitos alimentares. O ritmo de vida moderno e o alto consumo de produtos industrializados colabora para que o problema se agrave: a falta de equilíbrio na dieta e o sedentarismo são fatores cruciais para o aumento de peso. De acordo com Sinara, o principal problema por trás desse mal é que as pessoas consomem cada vez menos alimentos naturais e, devido a praticidade dos industrializados, acabam ingerindo quantidades enormes de sódio, conservantes, açúcares e outros inimigos da saúde. Para a nutricionista, os primeiro passo para diminuir a circunferência abdominal e dar adeus às gordurinhas é reduzir a ingestão calórica evitando os chamados “vilões da dieta”

Os vilões da boa forma

Carboidratos refinados: alimentos à base de farinha branca possuem alto índice glicêmico, ou seja, causam picos de glicose no organismo. Como o organismo não consegue aproveitar toda essa glicose em forma de energia, acaba estocando o excesso em forma de gordura. Alimentos como a batata inglesa, o arroz, massas e pães brancos propiciam o ganho de peso por serem carboidratos simples, rapidamente absorvidos pelo organismo;
Doces: além de ser um carboidrato simples de altíssimo índice glicêmico, a sacarose estimula a liberação de neurotransmissores atuantes no centro de recompensa do cérebro, responsáveis pela sensação de bem estar ao degustar uma guloseima. Justamente por isso, quando estamos deprimidos, o organismo tende a “pedir” por alimentos açucarados. O problema é que esse círculo vicioso pode levar ao excesso de consumo e desestruturar a flora intestinal, causando distensão abdominal. É importante lembrar que a glicose excedente será armazenada como gordura no organismo;
Refrigerantes e bebidas alcoólicas: Bebidas gasosas como refrigerantes, além de possuírem alta concentração de açúcar, causam a dilatação do volume abdominal. Já o álcool, além de irritar a mucosa estomacal causando inchaço, é rico em calorias (7 cal/grama) e aumenta liberação do cortisol – hormônio relacionado ao acúmulo de gorduras.
Laticínios e outros alergênicos: pessoas que sofrem de intolerância à lactose podem sofrer de distensão abdominal, inchaço e flatulências devido ao consumo de derivados do leite. Da mesma forma, celíacos podem ter dificuldade de perder peso por consumirem alimentos com glúten.
Produtos industrializados: de acordo com a nutricionista, alimentos industrializados são um dos maiores vilões pois podem conter muitos açúcares, sódio (que própria o inchaço), gorduras maléficas e outros elementos químicos que colocam a saúde em risco. Além disso, normalmente são enriquecidos com realçadores de sabor que estimulam o consumo além da conta;

A nutricionista complementa que alimentos que aumentam a produção de gases como repolho, couve flor e o feijão podem aumentar o volume abdominal, porém, não devem ser eliminados da dieta devido seu alto valor nutricional. Para evitar esse incômodo, o ideal é moderar seu consumo e realizar o preparo adequado – “No caso do feijão, deve-se deixar os grãos de molho por pelo menos 12 horas em água fria ou por 10 a 15 minutos em água quente para neutralizar as enzimas que causariam a fermentação no intestino.”

Os aliados do abdômen chapado

Fibras: Hortaliças, legumes, frutas e cereais integrais são ricos em fibras. As cascas, folhas e talos e grãos presentes nesses alimentos possuem uma estrutura complexa que exige mais trabalho do sistema digestivo para quebrar o alimento. Por retardarem o esvaziamento gástrico, prolongam a sensação de saciedade e auxiliam no controle do apetite.
Carboidratos complexos: de baixo índice glicêmico, esses alimentos liberam glicose de forma mais moderada, prolongando a oferta de energia e evitando a fome abrupta. Alimentos como a batata doce, a aveia, o arroz integral e o feijão nutrem o corpo e saciam por mais tempo.
  Alimentos funcionais: Alguns alimentos merecem destaque especial pois além de nutritivos, oferecem benefícios à saúde. Para quem deseja potencializar a perda de gordura e manter a dieta sob controle, alimentos como a linhaça dourada, a chia e goji berry possuem propriedades que, além e auxiliarem no controle do apetite, aceleram o metabolismo favorecendo a lipólise (queima de gordura). Neste mesmo âmbito encontra-se o famoso Chá Verde, conhecido por suas propriedades antioxidantes e termogênicas. O uso de farinhas funcionais enriquecidas com esses alimentos torna a inclusão desses alimentos na dieta ainda mais prática.
Água: Sim, este item é fundamental para a boa forma! Além de ser essencial para manter as funções básicas do organismo, quando se aumenta o consumo de fibras é primordial hidratar-se bem para que elas não provoquem o efeito contrário do desejado, causando inchaço abdominal. A água possui efeito desintoxicante no organismo, auxiliando a eliminar as impurezas acumuladas que causam diversos efeitos maléficos ao corpo, dentre eles, a constipação. O ideal é que se consuma pelo menos 2 litros de água diariamente.

De acordo com Sinara, o mais importante para quem deseja reduzir a gordura abdominal é ter em mente que o corpo não emagrece exclusivamente em uma região – salvo os procedimentos cirúrgicos, nenhuma medida é capaz de reduzir a gordura localizada de forma significativa. Portanto “Seguir uma dieta hipocalórica, reduzindo a ingestão de calorias vai culminar num emagrecimento em todo o corpo, inclusive no abdômen.” Para a profissional da Nature Center, por não ser apenas uma questão estética, o desejo de reduzir a barriguinha deve ser uma decisão apoiada por outras mudanças a longo prazo que trarão muitos benefícios ao indivíduo.

Mudança de hábitos

O emagrecimento ocorre de forma sistêmica, basicamente quando consumimos menos calóricas do que gastamos diariamente. Porém, de acordo com a nutricionista, as calorias não devem ser o único ponto observado na alimentação “Emagrecer de forma saudável e definitiva envolve uma mudança de hábitos que inclui reeducação alimentar e um novo estilo de vida.” Ou seja, seguir dietas radicais não dão resultando efetivo, o ideal é investir em refeições balanceadas, regulares e ricas em alimentos naturais “Seguir uma alimentação de qualidade, além de manter o corpo nutrido, beneficia o controle do apetite – que é tão importante numa dieta de emagrecimento. Justamente por isso, comer a cada 3 horas é fundamental, para que o indivíduo não sinta fome repentina e acabe exagerando no prato.”
Fuja do sedentarismo

Outro ponto indispensável para conquistar o abdômen sequinho é investir na atividade física. Ainda que a alimentação seja um ponto chave, os exercícios podem acelerar a perda de gordura e aumentar o tônus muscular, dando uma aparência mais bonita à região. Além disso, sair do sedentarismo é essencial para reduzir o risco de doenças e fortalecer o organismo. Contudo, engana-se quem imagina que o ideal seja fazer longas séries de abdominal – ainda que exercícios musculares desse tipo sejam importantes para fortalecer os tecidos, os exercícios aeróbicos são os mais potentes para queima de gordura, além de fortalecerem o aparelho cardiovascular. Porém é importante lembrar: tanto para mudanças na dieta quanto para a realização de atividades físicas, busque sempre auxílio de um profissional de saúde.

Fonte: Nature Center

1 Amou
Continuar lendo...

Coma abacate!!!

Hello, people!!! Já conhecem meu novo insta? O @pensando_fit? Lá eu tenho compartilhado a minha dieta, meus exercícios, enfim, o que eu já postava, só que agora reunido só para quem ver isso! kkkk

Bom, e uma das coisas que está sempre presente na minha dieta é o abacate. Inclusive já postei na versão salgada e na versão doce. Amo abacate por isso, pois podemos comer das duas formas e é extremamente saudável.

IMG_2203

Propriedades do Abacate

“O abacate é rico em vitamina E, gorduras monoinsaturadas, vitaminas, sais minerais e glutationa — um poderoso antioxidante. Seu acentuado valor energético é relacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumento do colesterol HDL (considerado o bom colesterol, pois protege as artérias ao invés de destruí-las).

O abacate é rico em nutrientes, contém proteínas, ferro, hidrato de carbono e substâncias minerais. A sua polpa é rica em vitaminas A, B 1, B 2, E, açúcar, fitosterol, lecitina, tanino e ácido oléico, linoléico e palmítico.

Possui os seguintes minerais: magnésio, que é essencial à vida, ajuda no metabolismo da glicose e a nutrir os nervos e o cérebro; cálcio, que combate a osteoporose; ferro, que combate a anemia tanto em gestantes como em lactantes e ajuda a formar as hemácias; fósforo, que junto ao cálcio ajuda na mineralização dos ossos e nos neurônios, melhorando o raciocínio.” Fonte: http://belezaesaude.com/abacate/

IMG_2204

Alguns benefícios do abacate são: reduzir o colesterol, ser antioxidante, é antioxidante, antiinflamatório, enfim… uma lista enorme!

Ah, outra coisa boa é que é muito fácil preparar qualquer coisa com acabate, é só deixar ele ficar bem maduro, porque aí é só amassar com o garfo mesmo!

Beijos!!

  Amou?
Continuar lendo...